O primeiro caso de SUI Sling julgado - Réu J&J vence, mas mais julgamentos de malha SUI estão marcados para 2014 | Levin Papantonio Rafferty - Escritório de Advocacia de Lesões Corporais

O primeiro caso de estilingue SUI julgado - Réu J&J vence, mas mais julgamentos de malha SUI estão marcados para 2014

Neste momento, qualquer pessoa que sintonizou as notícias em torno de processos de malhas transvaginais já ouviu falar de vários veredictos amplos que envolvem litigação do kit de malha do Prolapso de órgãos pélvicos (POP).

No entanto, em 2014, há vários ensaios clínicos definidos para a massa de casos de TVM lá fora - as malhas de tipoia para incontinência urinária de esforço (IUE) (também conhecidas como “tipoias de bexiga”). A questão para a maioria das pessoas envolvidas em um Processo de malha transvaginal É "o que vai acontecer com os casos SUI Sling / Bladder Sling?"

O primeiro caso de sling SUI concluiu um pouco mais de 1 meses atrás no Lewis v. Johnson & Johnson caso. Foi uma perda devastadora para o reclamante. O querelante deixou a sala do tribunal com uma decisão de defesa e ZERO $ 0 em danos monetários.

No final do caso dos Requerentes (e antes de o caso ser submetido ao júri), o juiz Goodwin decidiu que o advogado do demandante “falhou em apresentar evidências suficientes para apoiar sua alegação de que um defeito no dispositivo causou seu ferimento. ” Esta decisão foi em resposta à moção da Johnson & Johnson no encerramento do caso-chefe do Requerente. Os advogados da Johnson & Johnson argumentaram ferozmente sobre o que acabou sendo a questão principal: que embora os Requerentes tenham articulado vários defeitos de design específicos no dispositivo Johnson & Johnson TVT SUI Sling (por exemplo, encolhimento e contração da malha), havia evidências suficientes de que os TVT's supostos defeitos de design estavam presentes em caso deste requerente em particular para causar este autor em particular supostos ferimentos? Em última análise, a falta de provas específicas do caso (por exemplo - provas por meio de patologia ou sólido testemunho de especialista ligando o defeito ao demandante) foi a decisão final para o caso deste demandante. Infelizmente, o juiz Goodwin não decidiu a favor da Autora. Para casos futuros, este resultado de teste pode ser um aviso para casos futuros no que diz respeito a ser capaz de provar a causa específica. Em outras palavras, uma coisa é alegar queixas “gerais” sobre dor, sintomas urinários e outras alegações de sintomas relacionados à malha após receber uma tipoia de bexiga de IUE; entretanto, outra coisa é ter que provar que a malha é a causa dos sintomas reclamados em um tribunal. De acordo com muitos padrões legais de responsabilidade do produto, provar um defeito de projeto e uma conexão não é tão fácil quanto fazer reclamações “generalizadas”. De acordo com a maioria das leis estaduais, você deve provar seu caso com um grau razoável de certeza médica e científica.

Os advogados da Autora neste caso lutaram muito. Infelizmente, eles foram confrontados com algumas decisões difíceis do juiz Goodwin para um caso difícil (que foi um caso escolhido para julgamento pelo Réu Johnson & Johnson - NÃO pelos advogados do Requerente). O juiz Goodwin "acertou?" Esse é o assunto de um debate sem fim. No entanto, uma coisa é certa: no final do dia, os casos do Bladder Sling são casos muito difíceis de tentar e de vencer. Os casos estão cheios de nuances específicas do reclamante, questões médicas e muitas outras armadilhas legais traiçoeiras que devem ser navegadas com quase perfeição para resultar em uma vitória.

Mas nem tudo está perdido por Processo de malha transvaginals. Este julgamento foi apenas o primeiro de muitos outros processos SUI Sling / Bladder Sling definidos para 2014. A Johnson & Johnson continua a lutar arduamente sem sinais de acordo em qualquer lugar perto do horizonte para este gigante fabricante de medicamentos.

Enquanto isso, outro processos de malha transvaginal estão vendo sinais de acordo - com alguns fabricantes de TVM ansiosos para “sair” da guerra de processos. Alguns fabricantes manifestaram vontade de fazer um acordo, mas permanece a dúvida: “qual é o valor justo para esses casos?” A empresa dinamarquesa Coloplast reservou cerca de US $ 16 milhões para resolver alguns casos contra ela, enquanto outro fabricante, Endo Health Solutions Inc. (a empresa-mãe da American Medical Systems), pagou US $ 54 milhões no ano passado para resolver seus casos. No momento, os acordos não estão resultando em números muito altos de requerentes. Sob os acordos Coloplast e Endo / AMS, os fabricantes estão pagando um valor de caixa “médio” de cerca de US $ 40,000 por caixa. O valor da liquidação do indivíduo é, como sempre, ALTAMENTE dependente dos fatores específicos do caso do indivíduo. Obviamente, o que também desempenha um papel nas liquidações é o “histórico” de vitórias versus derrotas na arena de julgamento. Até agora, um caso de SUI Sling resultou em um resultado de soma zero de $ 0 para o Requerente. Só o tempo dirá os resultados futuros à medida que os testes avançam.

Se você teve complicações por causa de um produto de malha, ligue hoje mesmo para uma avaliação gratuita e sem Processo de malha transvaginal.